Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Amar.

por Duarte Génio, em 23.05.16

 

 

                                                                                                 MARCO 2010 001

 

Amar.

Haverá palavra mais difícil de compreender e explicar no vasto universo ?

 

Como explicar esta palavra em suas varias facetas e utilizações quotidianas tão diferentes?

 

Podemos amar um lugar,um Deus,um País,um chocolate,um clube, preferências estéticas,poder,riquezas,um cheiro,um perfume,uma pessoa,um animal,uma roupa,uma época,um estilo musical e bem doutras coisas.

 

O amor,é o cimento que une todas as coisas no universo,da mais insignificante a mais poderosa,da mais invisível a mais vistosa,nada faria sentido sem o amor.

 

O amor é essa força que permite a coesão entre os mundos,e do sentimento que cada mundo contêm.

 

Amar é a maior das dificuldades humanas,visto poucas conhecerem a sua verdadeira essência,o seu verdadeiro propósito,o seu verdadeiro valor,a sua mais intima justiça.Não basta dizer a alguém;eu amo-te e tudo se resolve,isso releva muito do nosso ego mental,do qual imaginamos que controlamos esse sentimento incontrolável.Amar tem data de validade,da forma como o interpretamos visto que achamos que amar é fácil e simples,quando é muito pouco provável que a maioria dos humanos consiga um dia verdadeiramente amar incondicionalmente.

 

Amar não tem principio nem fim,não tem forma nem tamanho,não se compra nem se vende,não tem cor nem cheiro,amar não depende de Deuses e religiões,de filosofias e tradições,de idealismos ou economia,de propósitos ou vontades,amar é tudo menos tudo isso.

 

Amar sente-se ,não se controla visto ser uma energia invisível que flui livremente por todo o cosmos,amar é deixar a sua vida fluir livremente pelo universo sem medo,sem preocupações,sem ganância,sem ódio,sem inveja,sem favores,sem crenças,sem ideais,sem ego mental,sem prisões,sem dinheiro,sem riquezas,sem poder e muito menos sem julgamentos.

 

Amar é como o sol ,que quando nasce entra no recreio de uma prisão e ao mesmo tempo no pátio de uma creche,sem se preocupar de julgar porque existem prisões,nasce e ilumina todo o universo simplesmente sem perguntas ,sem preocupações ,nasce brilha aquece o universo e assim depois de milhões de anos.

 

Amar é como se uma águia pedisse a um peixe para lhe explicar como é nadar,ao que um peixe responderia;nadar é se movimentar livremente no grande oceano,deixar-se levar pelas correntes sem nunca resistir a grande corrente da vida,abandonar-se inteiramente ao infinito aceitando livremente sem nunca se preocupar do resto.Seria como dançar com todos os outros seres aquáticos,sem se importar com o tamanho ,o peso ou a cor de cada ser,nunca se apegar a algo sobre a fugacidade do momento presente.

 

Seria explorar sozinho ,a dois ou em comunidade cada vez mais crescente o campo infinito das possibilidades,esquecendo o ontem e ignorando o amanhã.

 

Então possamos nos humanos compreender que amar é saber a origem e o destino de todo o amor do mundo e que amar é ser capaz de caminhar livremente numa felicidade constante desde a origem invisível do amor até ao seu destino.

 

Duarte Génio 2016.                           Todos os direitos reservados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:11



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Posts mais comentados


Pesquisar

  Pesquisar no Blog